Blog de Viagens-Europa

Lugares em Portugal que parecem cenários

6 Lugares Magníficos em Portugal que Parecem Cenários de Filmes

Alguns são místicos, outros têm paisagens belas que nos encantam sempre que as admiramos. São locais perdidos por esse Portugal imenso, alguns até desconhecidos pela maioria dos portugueses, mas que podiam ter sido excelentes cenários de filmes. Faltou, apenas, que importantes realizadores de Hollywood se tivessem passeado por estas áreas, porque – temos a certeza – ter-se-iam logo apaixonado.

Eis a nossa seleção!


Monsanto

Monsanto é uma sublime e pacata aldeia histórica perdida no interior de Portugal. Esta pequena aldeia ficou célebre quando, em 1938, foi considerada a “aldeia mais portuguesa de Portugal”.

Este lugar de uma beleza única foi plantado no cimo de uma grande elevação escarpada, designada de “Cabeço de Monsanto”. Localiza-se a nordeste de Idanha-a-Nova e irrompe repentinamente do vale.

Aldeia histórica de Portugal, Monsanto é construída em pedra granítica. Os caminhos confundem-se nas rochas e as casas erguem-se entre maciços penedos. E a sua principal atração é o Castelo. Este monumento obedecia originalmente às mesmas linhas arquitetónicas características dos templários, visíveis até nos castelos de Almourol, Idanha, Pombal, Tomar e Zêzere, seus contemporâneos.

Serra de MonsantoAldeia de Monsanto

De destacar, ainda, a Torre do Relógio, uma torre sineira, de planta quadrangular, onde foi colocada uma réplica do Galo de Prata, troféu atribuído aquando da classificação de Monsanto como Aldeia mais portuguesa de Portugal, em 1938.

Passados mais de seis décadas, Monsanto continua a conservar muita da beleza de outrora. Labiríntico, mas acolhedor, este é um lugar que vale realmente a pena conhecer.

 

Sesimbra

Sesimbra é o local idílico que ainda pouca gente conhece. A foz do rio Sado, a serra da Arrábida, o cabo Espichel e lagoa de Albufeira fazem parte da sua paisagem natural. Imaginam melhor cenário?  

Situado nas proximidades de Lisboa, o município de Sesimbra tem muito para oferecer. Praias de grande beleza com águas cristalinas e formações rochosas alternam a paisagem litoral. E o verde à sua volta é estonteante.

A vila de Sesimbra, conhecida como Pérola da Costa Azul, conserva o seu passado como porto pesqueiro e olha o futuro como um centro turístico de primeira ordem. E protegida dos ventos de norte pelas encostas da serra da Arrábida, a localidade tornou-se uma popular estância de Verão para os lisboetas.

SesimbraSesimbra

O Castelo dos Mouros, completamente restaurado no século XVIII, é um autêntico chamariz, sendo que as sias muralhas têm vistas maravilhosas, especialmente ao pôr-do-sol. Rodeado pelas montanhas da Serra da Arrábida, vislumbra-se a sul uma tonalidade diferente, tendo-se uma excelente panorâmica do mar e da população.

E nos excelentes restaurantes ao longo da costa pode, ainda, saborear um excelente peixe fresco. Sem dúvida, a não perder!

 

Beja

Existe muito mais para conhecer no sul de Portugal para além das paradisíacas estâncias do litoral do Algarve. E Beja é um desses pequenos e peculiares tesouros. Ao chegarmos aqui, parece que as suas portas de abrem propositadamente para nós.

Datando da Pré-História, Beja possui um rico legado de antigas civilizações. Esta é a capital do Baixo Alentejo, tendo sido uma cidade importantíssima, quer a nível social, quer histórico. Para além disso, apresenta-se como um grande centro de produção de cereais, azeitonas e cortiça.

A cidade antiga, uma área de ruas estreitas e empedradas, estende-se desde o castelo até ao Convento de São Francisco. Esta cidade tenta manter as suas origens intactas sendo, então, uma cidade pouco industrializada.

BejaMuseu Regional de Beja

As principais fontes de rendimento são os serviços, o comércio e a agricultura. E se antes se destacava a cultura do trigo, atualmente desenvolve-se a do olival e da vinha.

Por aqui encontramos locais cheios de histórica e riqueza, que o vão envolver numa atmosfera única!

 

Serra da Arrábida

Este é, sem dúvida, um dos locais mais belos de Portugal. Situada entre Setúbal e a magnífica área de Sesimbra, e a pouco mais de meia hora de Lisboa, a Serra da Arrábida combina 35 km de montanhas com uma incrível e encantadora costa marítima.

É nesta costa que se encontram as melhores praias da região – Portinho da Arrábida e a praia de Galapos, por exemplo – onde poderá desfrutar de um clima temperado mediterrânico, um maravilhoso sol, águas tranquilas e transparentes, sem se esquecer de provar uma das excelentes seleções de peixe ou marisco da zona.

Praia dos Galapinhos, SetúbalSerra da Arrábida

Foi declarada Parque Natural em 1976, no sentido de proteger as muitas espécies existentes, sendo que algumas zonas só podem ser visitadas mediante autorização oficial. O Parque Natural da Serra da Arrábida oferece, assim, oportunidades excelentes de contacto com a natureza.

Caminhar nas montanhas da Arrábida é, de facto, uma experiência inesquecível e de verdadeiro conhecimento da natureza e animais. Vistas de cortar a respiração, juntamente com o contacto com a mais verdadeira Natureza, fazem deste local um sítio a sempre voltar.

 

Penafiel

Muitas vezes esquecida dos principais roteiros turísticos, a cidade granítica de Penafiel ergue-se numa elevação acima do rio Sousa. A sua riqueza histórica e cultural é tão grandiosa que, a juntar à sua paisagem natural, formam um cenário único.

Para além de uma elegante Igreja Matriz renascentista Penafiel conta, ainda, com o santuário de Nossa Senhora da Piedade, construído em 1908 numa curiosa mistura de estilos neogótico e bizantino.

As suas manifestações de interesse perpassam vários domínios, como o seu património, a sua gastronomia, as suas paisagens naturais, as suas tradições, feiras e festividades, às quais acrescem as estruturas turísticas construídas e em construção.

Em Penafiel, os pratos mais típicos são o cabrito ou o anho assado com arroz de forno, o cozido, o sável frito ou de escabeche, a lampreia à bordaleza ou em arroz de sangue. Tudo bem acompanhado com o excelente vinho verde da região, pois Penafiel é conhecida por ser o centro regional de produção destes deliciosos e fortes néctares.

PenafielPenafiel

A doçaria também são um forte atrativo, nomeadamente os “doces de feira”, os “bolinhos de amor”, o pão-de-ló, o pão podre, os rosquilhos, os brinquedos ou os doces de S. Gonçalo.

A região é afamada pela sua arte de esculpir granito, e o seu centro histórico é um exemplo vivo do modo como este material foi utilizado na construção das casas, com a dureza da pedra atenuada por elementos decorativos, como azulejos, varandas, portas de painéis e grades.

Com uma paisagem bucólica, vales ricos e férteis, montes densamente arborizados, vestígios pré-históricos e o omnipresente granito que determina a austera arquitetura das povoações, Penafiel é um local turístico obrigatório.

 

Trás-os-Montes

Bem diz o ditado: “Para lá do Marão, mandam os que lá estão”! Terras de gente simpática, acolhedora e muito orgulhosa das suas raízes, é incrível ter a sensação que somos sempre especiais nesta região. Passamos o Marão e o contraste é arrepiante. Aqui, no mais nordeste de Portugal, encontramos elevados planaltos e as montanhas mais agrestes que podemos imaginar em Portugal.

Contudo, conseguimos admirar campos extensos e cultivados, nos quais os locais, tão ligados à agricultura, têm o maior prazer de mostrar. Trás-os-Montes é uma zona remota, bucólica e (infelizmente) ainda afastada do restante território nacional. Mas talvez por isso mesmo ela ainda consiga manter paisagens de cortar a respiração e alguns dos lugares mais intocáveis e magníficos do país.

Parque Natural de MontesinhoBragança

Em tempos, foi o refúgio de exilados políticos e religiosos. Hoje em dia, para além dos residentes, encontram-se turistas, principalmente espanhóis, que mal visitam esta região, se apaixonam rapidamente.

Fortemente agarrada às tradições e costumes, as festas locais desta região são das mais coloridas e animada que se podem encontrar. E um dos sítios mais importantes desta zona é o magnífico Parque Natural de Montesinho, que se estende desde Bragança à fronteira espanhola. Aqui encontramos quilómetros e quilómetros de terra virgem, onde flora e fauna se desenvolveram ao longo dos séculos e transformaram naturalmente este lugar num dos mais encantadores do país.

Helena Azevedo

Helena Azevedo